A resposta é, sem sombra de dúvidas, TER!

 Mas porquê?

Como vai a sua empresa beneficiar de
um website otimizado?

Sabemos já, todos nós, que aceder à Internet através de um computador jamais será o caminho do futuro. Tablets e smartphones com ecrãs das mais variadas dimensões invadiram o nosso quotidiano e, convenhamos, chegaram para ficar – e prosseguir numa contínua evolução.

A aderência ao uso de aplicações e plataformas em dispositivos móveis já deixou de ser apenas coisa de adolescentes, pelo que nenhuma faixa etária escapa às maravilhas da tecnologia. Verdade? Pergunto-me quantos de vós estão a ler este artigo no iPad ou no telemóvel enquanto sincronizam múltiplas tarefas pelo meio! E é mesmo esta nossa característica de seres humanos atarefados que vem a ser beneficiada com o avanço das tecnologias!

Quantos jovens vê, todos os dias, na paragem do autocarro a dedicar o seu tempo de espera atracados ao telemóvel, navegando pelas publicações dos amigos no Facebook? E o alívio de saber que, apesar de se ter esquecido de pagar a conta da luz ontem, pode recorrer ao serviço de internet do seu Banco no seu telemóvel na hora do almoço, e o assunto está assim resolvido?

Mas, na realidade, a internet nem sempre nos abriu assim tantas portas, e nem os nossos aparelhos tecnológicos responderiam a tais sistemas – que hoje nos parecem tão simples e que, de facto, o são quando olhamos de uma perspetiva de meros utilizadores, mas que englobam um todo de execuções e funções complexas e geniais!

Queremos, também, relembrar que nem todos os websites e plataformas são um mar de rosas para os seus visitantes e utilizadores (ainda!). Certamente, já acedeu a websites através do seu telemóvel que lhe causaram uma valente enxaqueca e tremeliques na pálpebra esquerda! E, infelizmente, em Portugal estes ditos websites são demasiadamente frequentes.

Uma boa parte das empresas portuguesas já apostou na otimização do respetivo site, mas existe ainda a necessidade de alertar mais pessoas e mais empresários para a importância de acompanharem o progresso da inovação tecnológica.

E é com essa necessidade em mente que fundamentamos este artigo!

Uma empresa que queira acompanhar o seu cliente e estar no topo da lista de preferências do mesmo, deve estar ciente da obrigação de lhe proporcionar uma resposta rápida, perspicaz e fácil de obter. E, nos dias que hoje correm, o consumidor é mais exigente, e este grau de exigência tem uma única tendência: aumentar.

Em resposta a esta constante demanda pela acessibilidade, surgiram os Responsive Websites – um modelo evoluído e avançado de websites que respondem exatamente de acordo com as nossas expetativas, como utilizadores.

A magia tecnológica neles aplicada, permite que se adaptem a qualquer ecrã, em qualquer dispositivo: desktop, laptop, mobile ou tablet. Ou seja, ao apostar na implementação de um responsive website, estará a garantir o nível zero de frustração no cliente.

Tomemos como exemplo um cliente – chamemos-lhe Ricardo – que acabou de receber a sua newsletter, e clicou no link que o leva automaticamente ao seu site, através de um computador. Fantástico! Mas ora que, mais tarde, o Ricardo, que tanto gostou de um determinado produto da sua marca/empresa, acede novamente ao site para mostrar o mesmo a um amigo, o Pedro – desta vez fá-lo através do seu telemóvel. Qual não é a sua surpresa, quando o website apresenta uma extrema e frustrante lentidão a carregar. Estando já os dois amigos prestes a desistir… voilá! a página aparece! Mas está desconfigurada, desorganizada, o Ricardo não consegue encontrar produto X – que até tinha tanto interesse em vir a adquirir. O Pedro aconselha o amigo a esquecer este website que lhe parece duvidoso pois, por certo, encontrarão uma loja online mais funcional, mais prática e que, consequentemente, lhe facilitará o processo de pesquisa e de compra – aumentando, posteriormente, o nível de confiança que ele depositará nessa empresa.

Nesse mesmo instante, acedem a um motor de busca para pesquisar outros websites onde possam adquirir o mesmo produto ou um semelhante. Os motores de busca não só dão prioridade a conteúdos ricos e relevantes – mas irão também colocar nos primeiros lugares da lista de resultados os websites que são devidamente responsivos. Sabia disto?

O Pedro e o Ricardo encontraram, instantaneamente, o mesmo produto numa outra loja online, que até o vendia a um preço acrescido. Mas este website satisfez a sua necessidade – uma resposta simples, eficaz e acima de tudo, transmitiu confiança e zero pontos de frustração! E o Ricardo comprou o produto X naquele instante, através do seu dispositivo móvel. Nesse mesmo dia, a sua empresa não perdeu apenas um cliente, mas dois! E o seu concorrente, que apostou na devida usabilidade de uma loja online, saiu a ganhar… e continuará a fazê-lo, face aos concorrentes que não otimizaram as suas plataformas e websites.

Assim, já começamos a falar a mesma língua, não é verdade? E não é complicado entender as razões que levam as empresas a recorrer a profissionais para a criação de responsive websites.

A verdade é que a imagem online da sua empresa, bem como o site da mesma, vale mais que palavras para um cliente, mesmo quando este não se apercebe dos motivos que o levam a tomar (ou não) a decisão de compra – seja de produtos ou de serviços.

Se tem planificada uma estratégia consistente de Marketing Digital, com bons conteúdos e objetivos claros, tem quase tudo para conquistar o seu público-alvo. Apenas fica a faltar uma pequena grande (enorme) peça no puzzle: um website que se adapte ao cliente, que comunique com as suas necessidades, que o ajude a comprar!

Na Siwenza somos fanáticos da comunicação, e queremos ajudar as empresas a estar no auge da presença online.

Fale connosco para saber mais sobre o fascinante mundo do Marketing Digital e da otimização de websites!