O DESIGN GRÁFICO E A MARCA – CRIE A SUA IDENTIDADE!

estacionario_2

 

Ao criar uma nova empresa há que pensar numa imensidão de pormenores para um lançamento de sucesso. Não basta preocupar-se somente com os produtos/ serviços a vender, ou com os equipamentos a serem utilizados; capital, fluxo de clientes e uma abordagem de vendas inovadora também devem ser tomados em conta. Mas mesmo assim, há um pormenor que fará uma tremenda diferença para qualquer marca e que não deverá no esquecimento – Identidade Visual!

identidade visual é a cara da marca e é sobre esta que, num primeiro contacto, o público irá formular a sua opinião. A identidade, por sua vez, irá comunicar a sua marca não só a nível visual – causará reações mais profundas nas pessoas, ainda que estas lhes passem um tanto despercebidas.

Mas esta não é uma preocupação a ter apenas aquando do lançamento de uma nova empresa/marca. As que já se encontram estabelecidas e são reconhecidas pelo público devem apostar na sua manutenção e desenvolvimento, para que o caminho avistado seja de ascensão, e não de cair no esquecimento.

Afinal, o que é a Identidade Visual?

Todos nós somos portadores de uma identidade própria, única e exclusiva a cada um, como seres individuais. Muitos poderão não se aperceber, mas a forma como nos vestimos ou penteamos, as nossas tatuagens ou piercings, as cores que escolhemos e os acessórios com que ostentamos (ou a ausência de todos estes apetrechos), comunica muito da nossa personalidade com o mundo exterior. Propositadamente ou não, todos criamos opiniões acerca de pessoa X ou Y baseadas no seu aspeto visual.

No contexto empresarial, esta situação dá-se de um modo muito semelhante.

Uma Identidade Visual é o conjunto de todos os símbolos e elementos gráficos que a representam, que expressam os valores e ideais da empresa ao cliente, enquanto transmitindo estabilidade e confiança.

 

Quais os elementos mais importantes numa Identidade Visual?

Dos elementos que deverão constituir essa identidade são destacados o logótipo, manual de normas gráficas, merchandising, material promocional e estacionário. É relevante salientar que as cores escolhidas desempenharão um papel de importância vital, uma vez que despertam reações muito específicas para o recetor (poderá ler o nosso artigo sobre a Cor em https://siwenza.com/a-cor-ilusao-ou-realidade/).

E por onde começar?

Logótipo. É através do logótipo que os valores e conceitos que definem e representam a marca irão tomar corpo. E, por isso mesmo, vamos focar-nos hoje nesse símbolo tão valioso.

O logótipo tem de ser mais que apenas atraente. Deve refletir, exatamente, os valores da empresa, de um modo simples e eficaz.

Para a criação de um logo, certos passos devem ser tomados e respeitados.

 

  1. Briefing

    Esta etapa passa por um processo de recolha de informação relativa à sua empresa, para que o logótipo projetado seja perfeito para a sua marca.

Poder-lhe-ão ser colocadas questões como:

  • Qual a atividade da sua empresa?
  • Quem é o seu público-alvo?
  • Quem é a sua concorrência?
  • Qual o posicionamento da empresa no mercado, em relação à concorrência?
  • A sua marca já tem diretrizes de design existentes (ex.: cores da empresa, fontes utilizadas, entre outros)?

 

  1. Pesquisa

Nesta fase, inicia-se uma pesquisa profunda sobre a empresa, o respetivo público-alvo e o mercado atual. É considerada a perspetiva histórica da marca e do segmento em que esta atua, bem como as tendências emergentes do mercado e a as características da concorrência.

 

  1. Conceitos

É agora que o Designer Gráfico dará asas à sua imaginação. O profissional em questão iniciará um processo criativo em que o objetivo será condensar a natureza complexa do seu negócio num simples e pequeno símbolo. Este, deverá refletir os seus valores e adequar-se aos mais variados formatos, como cartões de visita, websites e material promocional.

 

  1. Revisão

O logótipo criado (ou as várias propostas de logótipo) será submetido a uma cuidadosa análise e revisão por parte do designer gráfico e da equipa de marketing, para que procedam às alterações que forem necessárias para o aperfeiçoamento dos logos.

 

  1. Apresentação

Chegou a hora de ver os tão esperados resultados! Aconselhamos que a apresentação dos protótipos do logótipo seja concretizada pessoalmente, uma vez que isso trará bastantes benefícios à comunicação entre ambas as partes. Aqui, poderá apresentar as suas opiniões e sugestões relativas aos designs apresentados e entrar em acordo com o designer gráfico sobre os próximos passos a tomar.

 

Agora que tem um logótipo triunfante a representar a sua marca, a identidade visual projetada vai tomando uma forma real e sólida, sustentada por uma base consistente de valores e ideais, e pronta a estabelecer relacionamentos autênticos com o seu público.

Se gostou deste artigo, mas ficou com algumas dúvidas que gostaria de esclarecer, fale connosco. Na Siwenza, somos verdadeiros experts da comunicação!

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *